Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana
  www.sinfer.org.br - Seja bem-vindo! Hoje é quinta-feira, 23 de outubro de 2014  
 
Página incial
 
 
       Nossa história
       Palavra do Presidente
       Conheça a diretoria
       Sindicalize-se
       Convênios
       Departamento Jurídico
       Acordos coletivos
       Legislação
       Jornal on-line
       Últimas notícias
       Alertas importantes
       Artigos
       Colônia de férias
       Galeria de fotos
       Notícias jurídicas
       Fale com o Sindicato
       Causos da Ferrovia

Enquete
Você concorda com o fim do auxílio-reclusão e a criação de um benefício para as vítimas dos crimes?

Não
Sim

Assine nossa Newsletter
 
   Informe o seu nome:
 
   Informe o seu e-mail:
 


Prédio da antiga estação de trem está abandonado há 16 anos em Américo
Publicado: segunda-feira, 24 de dezembro de 2012
Propriedade pertence ao Dnit, que não tem recursos para fazer reforma. Prefeitura pediu posse do local para poder transformá-lo em um museu.

O prédio da antiga estação ferroviária de Américo Brasiliense (SP) está abandonado. O local funcionou durante mais de um século, mas foi desativado há 16 anos. A propriedade pertence ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), que não tem recursos para reformá-la. Por isso, a Prefeitura pediu a posse do prédio para poder transformá-lo em um museu. No entanto, o processo de inventário não tem data para ser concluído.

A estação ferroviária foi inaugurada em 1891 e desativada no final da década de 1990. “A estação de trem da cidade assim como as demais estações do Estado de São Paulo ficaram abandonadas quando houve a privatização da malha ferroviária da Fepasa”, explicou Geraldo Godoy, representante da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF).

No prédio há lixo, pichações, telhas e vidros quebrados. Também há indícios de que moradores de rua buscam abrigo no local, já que um fogão improvisado e uma marmita foram encontrados.

Apesar da situação, uma parte da estação é usada para atividades artísticas. O professor de dança William Gomes da Silva dá aula no local há 14 anos. Ele vê andarilhos com frequência pela área, mas nunca foi incomodado. “Eles passam dão uma olhada, mas nunca quiseram atrapalhar atividade nenhuma. Sempre respeitaram nosso trabalho”, contou.

O prédio pertence à Secretaria do Patrimônio da União, mas a Prefeitura poderia tomar posse se investisse em projetos específicos. “O Executivo tem que apresentar um projeto de ocupação, seja para escola, biblioteca ou museu. Cinco anos depois de o trem ter chegado na cidade, foram feitas 50 construções em volta da estação, estava começando formar uma vila. Como o local fica na área central, em frente uma praça bonita, devia ser olhado com mais carinho”, disse Godoy.

Prefeitura
A Prefeitura de Américo Brasiliense informou que pretende transformar a estação em um museu e pediu a posse do prédio. Contudo, como ele foi transferido para a União, é preciso esperar o fim de um processo de inventário, que não tem data para ser concluído.

Já a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) disse que atualmente o prédio é de responsabilidade do Dnit, que não tem recursos financeiros para reformar as estações desativadas.

Fonte: Do G1 São Carlos e Araraquara
 
    Envie esta notícia para um amigo        Versão para impressão 

 
Todas as notícias  
 Exibir   
23/10/2014  Plano para renovar máquinas prevê linha de crédito do BNDES
22/10/2014  Governo investe quase 172 milhões em nova frota de trens para metrô de BH  
22/10/2014  Audiência pública irá apresentar novo trecho do VLT em São Vicente, SP
21/10/2014  CPTM afasta gerente para apurar denúncia de prestação irregular  
20/10/2014  Como é andar na Linha 1 do metrô do Rio de Janeiro?
19/10/2014  Outubro Rosa: CPTM leva mensagem de prevenção do do câncer de mama  
18/10/2014  Passageiros aprovam wifi no Metrô Sé e cobram expansão do serviço  
17/10/2014  Campanha sobre prevenção de acidentes com metrô será realizada THE  
14/10/2014  Arquivado inquérito contra Serra por cartel do metrô
11/10/2014  Norte-Sul avança sob fantasmas do passado
10/10/2014  Ferroeste bate recordes no transporte de contêineres
09/10/2014  Concluídas as obras de alteamento da ponte ferroviária de Jacy-Paraná
05/10/2014  Passagem para usuários do VLT na Baixada Santista custará R$3,20  
04/10/2014  Governo quer contratar obras da segunda fase do VLT de Santos em 2015  
03/10/2014  Logomarca do Consórcio do Trem Republicano é apresentada  
02/10/2014  ANTT inspeciona obras na Estrada de Ferro de Carajás
02/10/2014  Trem urbano de levitação magnética feito na UFRJ é apresentado no Rio  
01/10/2014  Concessões são consenso na disputa pelo Planalto  
01/10/2014  Justiça absolve ex-presidente da CPTM e condena MP a pagar honorários
01/10/2014  Estrangeiros apostam no crescimento das ferrovias brasileiras  
01/10/2014  Estação Central do Metrô de BH homenageia ferroviários  
30/09/2014  Logística consome 11,2% da receita das empresas e transporte é o maior vilão  
30/09/2014  Investimento de R$ 117 milhões é destinado para VLT em Petrolina, PE  
29/09/2014  Trem de Jundiaí a SP é opção para campineiros  
29/09/2014  Hortolândia abre museu em antiga estação ferroviária  
28/09/2014  Projeto prevê a criação de cinco novos trens turísticos no Brasil  
27/09/2014  Mobilidade e prioridades no transporte  
27/09/2014  Concessões de ferrovias de Dilma ficam para próximo governo  
26/09/2014  Itália apresenta trem de luxo que cruza o país  
26/09/2014  Japão testa seu novo trem de levitação magnética que voa baixo a 500 km/h  

  [ 1 2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  ]  Próxima »

     Produzido por: PROCEDI Sistemas
S.T.E.F.Z.S. - SEDE: Praça Padroeira do Brasil, 127 - Jd Agú - Osasco - SP - CEP:06010-090 - Telefone: 011-3682-9303